Análise de Moeda

Ethereum

Escrito por
Lorenzo Frazzon
em
2
de
Jan
de
2019

O petróleo digital

O Ethereum é uma plataforma descentralizada que permite o desenvolvimento de smart contracts(contratos inteligentes), nos quais contratos são programados e auto executáveis se cumprirem determinados requisitos. Através do Ethereum é possível criar um universo de soluções onde os protocolos geram valor para todos os usuários da rede, tornando-se assim o maior exemplo das grandes possibilidades da tecnologia blockchain.

Baseado nisso, podemos afirmar que se o Bitcoin é o ouro digital, o Ethereum pode ser considerado o petróleo digital.

Plataforma

Atualmente a validação das transações no Ethereum ocorrem no modelo Proof-of-Work (PoW) mas, conforme a equipe já deixou claro, estão caminhando para um modelo de Proof-of-Stake (PoS). O recente soft-fork bem-sucedido ocorrido em outubro de 2017 já faz parte desse roadmap, buscando resolver o velho problema que também afeta o Bitcoin: a escalabilidade.

Além disso, questões como segurança dos smart contracts e privacidade são prioridades para o time de desenvolvimento neste momento. No que se refere à privacidade, na atualização Byzantium, de outubro, foi implementada a tecnologia zk-Snarks, que já é utilizada pelo ZCash. Futuramente está planejada até a inclusão de assinaturas em anel, utilizadas no Monero, como uma feature voltada à privacidade.

Nesse sentido evolutivo é bom conhecer e entender que o roadmap do projeto Ethereum possui 4 estágios de desenvolvimento:

1. Frontier: foi o primeiro lançamento da rede, se baseou em permitir que desenvolvedores trabalhassem na criação de Dapps (aplicações descentralizadas) e na consolidação dos processos de mineração.

2. Homestead: esse estágio focou em trazer melhorias no protocolo para futuros upgrades voltados à segurança e aumento da velocidade.

3. Metropolis: Estágio atual do desenvolvimento, está baseado em dois core releases: Byzantium e Constantinople. O primeiro ocorreu em outubro e o segundo ocorrerá em 2018 sem data definida.

4. Serenity: essa etapa vai trazer o tão aguardado Proof-of-stake (PoS) utilizando o algoritmo de consenso Casper.

É importante lembrar que as atualizações do protocolo estão sujeitas a risco, por isso em muitos casos e em períodos anteriores aos lançamentos pode haver oscilações decorrentes dessas incertezas.

Aplicações

Pensando no Ethereum como uma commodity/plataforma onde é possível desenvolver muitas aplicações em sua rede, deve-se analisar o que está sendo construído. Hoje já existem algumas boas aplicações sendo desenvolvidas utilizando o Ethereum que merecem destaque.

- Identidade pessoal: nossa identidade pessoal na internet já não mais nos pertence, ficando em controle de empresas como Linkedin, Google e Facebook. Com o Ethereum, é possível reaver os direitos de permissão e verificação de sua identidade digital através de projetos como o Civic e o UPort.

- Poder computacional e armazenamento: Imagine poder alugar aquele espaço sobrando no HD ou o poder computacional ocioso de seu computador? Com o Ethereum é possível descentralizar e gerenciar isso de forma automática, segura e confiável. Projetos como Filecoin e Storj querem atuar na descentralização do poder de armazenamento, enquanto o Golem permite alugar poder computacional.

- Direitos autorais: com o uso de um smart contract é possível eliminar muitos intermediários que existem na distribuição e rastreabilidade de direitos autorais, seja na música ou nos vídeos. A SingularDTV é uma solução bastante abrangente para este setor.

- Governança corporativa: smart contracts permitem que organizações inteiras sejam geridas de forma autônoma. Questões como governança corporativa, assembleias, compliance e acordos de acionistas, por exemplo, podem ser programados e gerenciados com uso de smart contracts. O projeto Aragon já existe para solucionar esse problema.

- Captação de recursos: foi através do Ethereum que o universo dos ICOs explodiu e tornou-se a febre que é hoje, afetando diretamente o mundo dos fundos de capital de risco que tinham o monopólio do acesso ao investimento em startups.

Entre inúmeros outros projetos em desenvolvimento para as mais diversas indústrias. Esse grande volume de equipes utilizando o Ethereum, aliás, é um grande ponto de destaque do Ethereum frente aos seus concorrentes, principalmente os que se denominam 'Ethereum Killers'. A comunidade em volta do Ethereum é muito grande e muito comprometida. Sempre que ocorrem eventuais problemas, por exemplo, há muita mobilização para resolvê-los.

Além disso, o Ethereum é amplamente apoiado e fomentado por organizações como a Ethereum Entreprise Alliance - uma grande comunidade de empresas, projetos, startups e pesquisadores que trabalham no desenvolvimento de aplicações reais utilizando sua tecnologia.

Informações da Rede

Quando falamos em comportamento da rede nos referimos ao número de carteiras, endereços, transações, dados de mineração entre outras informações da rede. Sempre gostamos de entender como a rede está se comportando pois essas informações nos mostram se de fato a rede está se fortalecendo com o passar do tempo.

O petróleo digital

O número de transações na rede Ethereum chegou a superar o número de 1 milhão de transações por dia no início de 2018, mantendo-se hoje acima de 700 mil transações/dia. Aumento do Hashrate (o pode computacional da rede) está acompanhando o volume de transações, ou seja, a rede Ethereum está crescendo como um todo.

O petróleo digital

Existem hoje mais de 25 milhões de endereços únicos na rede ethereum. Esse número talvez seja inflado uma vez que muitas pessoas possuem mais de um endereço único, mas supondo que sejam 20 milhões de pessoas, esse número corresponde a 0,40% da população mundial.

O petróleo digital

Se pensarmos que em um futuro próximo a rede possa alcançar 100 milhões de usuários, estamos falando de um crescimento de 5 vezes!

Recomendação

Como o ativo possui uma grande comunidade envolvida, um processo claro de evolução, um foco claro em segurança e escalabilidade, diversas possibilidades de aplicação e um grande número de usuários atuais, acreditamos que ele seja um cripto ativo essencial em qualquer carteira bem diversificada de criptomoedas.

Todos estes fatores reforçam a visão de que o Ethereum pode vir a se tornar uma Microsoft da era da descentralização. Dessa forma, nossa recomendação é comprar e manter Ethereum objetivando o médio/longo prazo.

Receba gratuitamente nossos e-mails com dicas e orientações 😉

Seu cadastro na newsletter foi realizado com sucesso! Fique ligado nos nossos e-mails 📩
Oops! Alguma coisa deu errado na hora de enviar sua inscrição 😢.