Quer receber conteúdos de alto impacto?

Faça como dezenas de investidores, deixe seu email e receba nossos conteúdos diretamente no seu email.

Seu cadastro na newsletter foi realizado com sucesso! Fique ligado nos nossos e-mails 📩
Ops! Algo deu errado ao enviar o formulário.

Segurança para criptos

Passo a passo

Escrito por

Lorenzo Frazzon

em

8

de

Nov

de

2018

FUNDO

Vamos falar agora sobre um ponto bastante importante: segurança. O universo de investimentos em criptomoedas é todo digital e conectado à internet, o que significa que você pode estar exposto a riscos comuns deste ambiente.

Frequentemente ouvimos relatos de pessoas que tiveram contas hackeadas, carteiras invadidas e outros casos infelizes que trouxeram perdas aos investidores. Para te ajudar a investir com maior segurança, é importante estar atento aos pontos que vamos falar a seguir:

1. Email exclusivo: É importante que você crie um email exclusivo para suas operações com criptomoedas. Use ele somente para seus cadastros nas exchanges e serviços relacionados aos investimentos em criptos.

2. Senhas fortes: Crie senhas diferentes para cada exchange ou serviço que você utilizar. Isso vale inclusive para a conta do seu email exclusivo que falei anteriormente. Utilize sempre caixa alta, caixa baixa, símbolos e números misturados em uma combinação de no mínimo 8 caracteres.

3. Autenticação de dois fatores: Ative sempre a autenticação de dois fatores usando os serviços do Authy ou do Google Authenticator para seu celular. Tenha certeza que você realizou este processo para todas as suas contas em exchanges.

4. Sites de pishing: Tome muito cuidado com sites maliciosos que imitam os endereços das exchanges e das carteiras. Confira sempre o endereço completo, letra por letra, antes de realizar login ou um novo cadastro. Fique esperto, as semelhanças são grandes.

5. Procure nunca deixar suas moedas nas exchanges: As exchanges são apenas uma interface para você realizar trocas, ou seja, elas não são wallets seguras. Elas são visadas por hackers que buscam brechas de segurança o tempo todo. Além disso, é importante lembrar que você não possui acesso a uma chave privada exclusiva para seu controle. Por fim, problemas financeiros ou até mesmo bloqueio de contas das exchanges por problemas jurídicos podem afetar seu patrimônio.

6. Backup das Chaves privadas: Sempre ao criar uma carteira, você deve anotar suas chaves privadas em segurança. Copie as palavras em um papel e guarde-o em um local de difícil acesso. Jamais deixe estas palavras anotadas em documentos online ou em print-screens da sua tela. Não compartilhe suas chaves privadas com ninguém!

Conte com a Investtor para investir com segurança 😉

Lorenzo Frazzon

CSO, Economista