Quer receber conteúdos de alto impacto?

Faça como dezenas de investidores, deixe seu email e receba nossos conteúdos diretamente no seu email.

Seu cadastro na newsletter foi realizado com sucesso! Fique ligado nos nossos e-mails 📩
Ops! Algo deu errado ao enviar o formulário.

O que é e como funciona uma corretora de Bitcoin (criptomoedas)

Criptomoedas

Escrito por

Lorenzo Frazzon

em

23

de

Jul

de

2019

FUNDO
Como funciona uma corretora de Bitcoin | Investtor

Descubra porque é mais seguro e rentável investir em criptomoedas através de uma corretora 


Agora que você já sabe o que são criptomoedas e porque vale a pena investir nas moedas virtuais, chegou a hora de descobrir a melhor forma de fazer isso. Através de corretoras confiáveis, é claro.

Não é novidade que muita gente opta por se arriscar no mundo dos investimentos por conta própria. E não estamos falando só de criptomoedas. Ações, seguro de vida, renda fixa e outros investimentos podem sim ser feitos sem nenhuma consultoria especializada. É, tem gente que curte viver perigosamente, não é mesmo?

Brincadeiras à parte, é claro que o uso de uma boa corretora de valores é o melhor negócio, principalmente se comparado a investir utilizando os grandes bancos. Afinal, a corretora possui foco em investimentos, experiência, segurança e pode te guiar em quando e onde investir melhor.

No caso de criptomoedas não é diferente. Apesar de não ser um mercado ainda regulamentado, uma corretora de Bitcoin e criptomoedas pode ser a opção ideal para quem quer se aventurar no universo das criptomoedas, mas tem medo de dar um passo errado e perder dinheiro.

Mas como funciona uma corretora de Bitcoin? Basicamente da mesma forma que qualquer outra corretora de investimentos tradicionais, na verdade a melhor analogia seria com uma Corretora de Câmbio ou Ouro.

O primeiro passo é abrir uma conta na corretora de criptomoedas. A partir daí você estabelece um valor a ser investido. Ou seja o valor que você quer "gastar" na compra de Bitcoin ou outras criptomoedas.

A questão é que na compra e venda de criptomoedas você precisa criar uma oferta. Ao criar essa oferta ela será avaliada perante as demais ordens do Livro de Ofertas. Esse processo pode ser um tanto complicado. 

Para facilitar a sua vida, algumas corretoras oferecem "planos" com valores sugeridos para a compra de criptomoedas. Aqui na Investtor, por exemplo, temos opções - estratégias - que começam a partir de R$100. Mas é claro que quem estipula o valor é o cliente. 

A vantagem desses planos é que nós definimos para você os valores adequados para investir nesta ou naquela moeda. Sempre de acordo com as oportunidades do mercado. Ao acessar nosso quadro de investimentos, você tem acesso a informações como: 

1. a oscilação da moeda no mercado nas últimas 24 horas (se está em alta ou baixa) 

2. o quanto essa estratégia performou desde que foi lançada.


Vantagens de utilizar em uma sólida corretora de Bitcoins

Listamos algumas vantagens em investir em criptomoedas através de uma corretora.

Diversidade de moedas

Para começar, ao investir em Bitcoins com uma corretora você tem a opção de conhecer e investir em diferentes moedas, não só em Bitcoin. Existem moedas mais voláteis e outras mais estáveis. O valor e percentual a ser investido varia de acordo com o seu perfil investidor, e isso pode ser analisado por uma corretora confiável.

Consultoria

Quando investir, em qual moeda investir, quanto investir? Uma corretora de criptomoedas experiente e segura pode te ajudar a responder essas questões. 

Segurança

Onde ficarão armazenadas suas criptomoedas? Você tem a opção de resgatar o seu dinheiro caso opte por outro investimento? Essas são questões essenciais quando falamos na compra e venda de criptomoedas. A forma mais comum de armazenamento de criptomoedas são as carteiras virtuais ou Hot Wallets, no entanto existem outras formas de armazenamento. Aqui na Investtor, por exemplo, trabalhamos com as chamadas Cold Wallets, uma estratégia de armazenamento que não está conectada à internet. Com isso você não corre o risco de ter suas criptomoedas hackeadas. Outro item que garante a segurança das criptomoedas é o Fundo de Segurança de Criptoativos (FSC), o primeiro do Brasil, criado pela Investtor. No fundo depositamos 25 Bitcoins próprios como forma de garantir nossa solidez e idoneidade. Esses Bitcoins também estão armazenados em Cold Wallets onde assinamos uma transação para provar nossa posse. 

O conceito de Exchange?

Se você já fez uma busca básica no Google sobre investimento em Bitcoins com certeza de deparou com as "Exchanges". Muita gente tem dúvida sobre esse conceito. Então, para facilitar, vamos esclarecer. 

Quando falamos em criptomoedas, as Exchanges correspondem às plataformas virtuais, onde após um cadastro burocrático você cria as ordens de compra e de venda. Cada Exchange estabelece suas próprias taxas, custos e formas de pagamento. Normalmente nas exchanges existem os seguintes custos: taxa de corretagem, taxa saque em reais e taxa de saque em criptomoedas, além de ter a diferença (spread) entre os preços de compra e venda.. 

Os custos operacionais somados ao tempo gasto para cadastro e operações acabam afugentando muitas pessoas do mundo das criptomoedas. Além disso, frequentemente as exchanges e seus clientes sofrem ataques virtuais de hackers, não faltam casos do tipo. 

Dito isso, quando o assunto é segurança, fica claro que é menos arriscado investir em criptomoedas através de empresas como Investtor, por exemplo. 

Na Investtor, nós aplicamos o seu dinheiro conforme o portfólio que você escolher (Bitcoin, Primeiros Passos, Clássico e Moderno), através de nosso serviço de compra automatizada de criptomoedas. Monitoramos constantemente as estratégias sugeridas com o objetivo de somente oferecer os cripto-ativos mais sólidos e promissores. Tudo isso com TAXA ZERO. 

Lembre-se que assim como qualquer outro investimento as criptomoedas exigem estudo, cautela e a assessoria de consultores especializados no assunto. 

Gostou desse conteúdo? Acompanhe nosso blog e saiba mais sobre o universo das criptomoedas.

Lorenzo Frazzon

CSO, Economista