Quer receber conteúdos de alto impacto?

Faça como dezenas de investidores, deixe seu email e receba nossos conteúdos diretamente no seu email.

Seu cadastro na newsletter foi realizado com sucesso! Fique ligado nos nossos e-mails 📩
Ops! Algo deu errado ao enviar o formulário.

Conhecendo a Autenticação em dois fatores (2FA)

Passo a passo

Escrito por

Lorenzo Frazzon

em

3

de

Oct

de

2018

FUNDO

Você já deve ter ouvido falar da autenticação em dois fatores, também conhecida como 2FA. Esse é um importante recurso de segurança para quem gosta de obter um maior nível de segurança no mundo online, válido não somente no mundo das criptomoedas, mas também para contas de emails e sites que contenham qualquer informação de valor.

Esse método de autenticação basicamente exige que você tenha em mãos um token para acessar suas contas vinculadas. Este token pode ser gerado através de aplicativos específicos, como o Google Authenticator ou o Authy.

Apesar do Google Authenticator ser mais famoso, preferimos o Authy. Vamos explicar porquê.

Com o Google Authenticator, caso você troque de celular, o processo de migração das suas autenticações é muito difícil. Pior ainda, se você perder seu celular, for roubado ou não conseguir acessá-lo por algum motivo, o Google Authenticator não oferece uma opção de backup.

Já com Authy você consegue realizar backup de suas autenticações de forma bem simples. Basta habilitar a opção de backup nas configurações e criar uma contra-senha. Este simples fator pode lhe poupar uma grande dor de cabeça em caso de alguma perda de acesso ao seu smartphone.

Ative já as autenticações 2FA em suas contas das exchanges para aumentar sua segurança.

Lorenzo Frazzon

CSO, Economista